Invista na sua Marca
Venha tomar um Café?
(19) 3392-6701 | (19) 9 8193-9875

Marketing! Custo ou Investimento?

Postado por:: In: Sem categoria 11 maio 2016 Comentários: 0


Para demonstrar a diferença entre custo e investimento, Philip Kotler ensina:

“Dá-se muita atenção ao custo de se realizar algo. E nenhuma ao custo de não realizá-lo.” [ Philip Kotler ]

Este pensamento pode parecer simples, mas é profundo.

Ao nos depararmos com a ideia de um treinamento, por exemplo, um gestor grita: “Vai custar R$ 1.000,00 (mil reais)? É um absurdo, não temos como ter um custo destes!” O treinamento era sobre o objeto fim da empresa, ou seja, uma forma ímpar de atualizar um atendente sobre a realidade de como a empresa pode fazer diferente e quem sabe fazer a diferença.

O fato de não fazer o treinamento poderá deixar a empresa em estado de estagnação, sem perspectivas novas, já que o oxigênio da empresa vem justamente do mercado.

Estamos totalmente conectados ao mercado de maneira global, o que acontece noutros paises nos interessa de forma direta, pois nos afeta.

Em contrapartida, enviar um funcionário para um treinamento, fazer com que ele apresente um resumo do que aprendeu e dividir isto com os colegas da empresa pode ser uma forma de transformar o investimento de um pessoa em muitos conhecimentos para várias pessoas. Multiplicar o conhecimento com um investimento único.

 A mesma regra vale para serviços.

A sua especialidade é advogar na área empresarial. Tem como produtos tributário, previdenciário e trabalhista e subprodutos específicos nestas áreas. Então resolve reaplicar no seu negócio R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por mês.

Até aí uma decisão sábia.

Só que muitos empresários pensam que aplicar na empresa significa fazer sozinho. Então, contratam funcionários das mais diversas áreas e criam departamentos e mais departamentos que nada tem a ver com sua atividade fim, ou seja, departamento de marketing, departamento de redes sociais, departamento de gestão, e por aí vai.

Neste sentido, o dinheiro vai e sobram frustrações.

Não compensa investir pesado e ser uma empresa faz tudo. Compensa investir naquilo que a empresa produz, seja produto, seja conhecimento e desenvolver pessoas capazes de pensar, produzir e criar.

Pensou em áreas que não são sua atividade fim?Terceirize.

Deixe que pessoas especializadas possam lhe orientar de maneira correta sobre decisões a serem tomadas, como, quando, como e porque fazer tal coisa, ou seja, agir conforme o mercado atual, sendo orientado por alguém que vive o mercado naquela área, seja ela marketing, gestão ou tecnologia.

Não queira transformar o seu negócio num frankstein, com pedaços de cada coisa acoplados num monstro maior.

 

Cada um no seu negócio, cada macaco no seu galho, cada um, cada um.

 

Pense nisto.

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relação de Posts